13 segredos determinantes para estar na mídia e ter sucesso com sua assessoria de imprensa

Ao contratar a assessoria de imprensa, conhecida por alguns empresários como relações públicas, você não vai simplesmente receber um relatório mensal das atividades feitas: será preciso trabalhar junto para conseguir bons resultados!

 

Se você procura uma assessoria de imprensa, é porque quer estar na mídia. Existem muitas vantagens em ser fonte de informações para os jornalistas: você ganha credibilidade, melhora sua reputação, alcança novos públicos e ainda tem uma equipe que vai te orientar em caso de alguma crise de imagem, já que ninguém está livre de um problema que venha a manchar sua reputação.

 

No entanto, é preciso tomar muitos cuidados e somar alguns conhecimentos específicos sobre os jornalistas e tudo o que permeia este ambiente, para que sua relação com a mídia ocorra da melhor maneira possível.

 

Entrevista-Jo-TV-midia

 

Confira a lista de 13 segredos determinantes para estar na mídia:

 

1- Inventar dados e mentir é terminantemente proibido

Alguns empreendedores não hesitam em exagerar ao falar sobre faturamento ou mentir sobre o crescimento da empresa. Não vou nem falar sobre a questão ética envolvida em mentir para a imprensa, porque pressuponho que ela está enraizada em seu trabalho. Compreendo que, eventualmente, pode parecer inofensivo exagerar em algum dado, mas é extremamente perigoso. O jornalista vai descobrir sobre a sua mentira, desconfiar do exagero, e isso não será perdoado: sua reputação vai lá pra baixo, e “magicamente” a mídia para de querer te entrevistar.

 

2- Divulgar projetos e novidades incertas pode ser muito negativo

Você tem aquele projeto super legal para a sua empresa, ou quer lançar aquele produto diferente? Pensa em criar um evento que promete dar muito resultado de mídia? Então espere ter tudo certo e organizado antes de falar a um repórter. Já vi muitos empresários dizerem, em uma entrevista, que iriam lançar um novo produto, e depois de um tempo foram procurados pelo jornalista para falar sobre a novidade… que havia sido cancelada! Também já vi matérias falando sobre planos de negócio que nunca foram de fato realizados, porque a startup decidiu mudar totalmente seu projeto inicial. Isso é péssimo para a reputação de qualquer um.

 

Ninguem-ve-TV-guia-midia-audiencia-potencial-radio-jornal

 

3- Nem todo resultado de mídia é positivo

Tem empreendedor que acha que a forma de ter resultado de mídia é ser “arroz de festa”, e sai em todo tipo de coluna social. No entanto, ter qualquer resultado de mídia nem sempre é positivo: é preciso que ele ofereça algum tipo de reputação ou valorização da marca. É claro que não há nenhum problema em aparecer em uma coluna social ou dar entrevista a um veículo com um público totalmente diferente do seu, já que estar na mídia passa por situações assim, mas também não precisa ser um “topa-tudo” sempre.

 

4- Cada veículo tem uma linguagem adequada

Você atua na área médica e está sempre utilizando termos difíceis para os leigos? Ou não consegue evitar o seu “economiquês”, se esta é a sua área? Então é importante que você compreenda qual o público de um veículo – e o jornalista com que está conversando. Se for uma revista voltada a um público mais amplo, é importante ser mais didático, enquanto que uma publicação específica da área vai exigir até mesmo um bom domínio dos termos mais técnicos – e isso possivelmente será fácil de identificar no domínio do assunto exibido pelo jornalista. É preciso estar atento a quem está do outro lado te ouvindo.

 

5- A estratégia para divulgação na imprensa precisa estar alinhada

Imagine que o seu objetivo atual seja conquistar um público mais popular e abrangente, mas a sua assessoria de imprensa está focada em publicações de nicho. Imagine que, neste momento, é preponderante aumentar as vendas de um determinado produto, mas sua assessoria de imprensa está totalmente voltada a construir sua autoridade como especialista. Estas duas situações já provam que é necessário sempre alinhar as estratégias. É possível para a assessoria de imprensa mudar as estratégias, desde que ela fique informada das mudanças que ocorrem com seu cliente.

Vale destacar, também, que é sempre bom avisar a equipe sobre qualquer participação sua – ou da empresa – em eventos, viagens ou até mesmo decisões mínimas. É possível alinhar uma entrevista para a imprensa local da cidade onde você vai estar, por exemplo, ou até mesmo encontrar oportunidades de resultados em ações que, para o empreendedor, são simples.

 

Nao-seja-merchan-ambulante-dica-imagem-reputação

 

6- É proibido ser comercial demais

Sabe aquela pessoa que nunca “dá ponto sem nó” e faz tudo com o objetivo de vender? Na imprensa, poucas vezes será possível falar sobre um produto ou serviço específico: o jornalista estará interessado em falar sobre o seu conhecimento, e nem sempre sobre sua carreira, empresa ou projeto. Quem só se preocupa em vender e não aceita falar com a mídia se não tiver estas “segundas intenções”, vai acabar ficando sem resultado. E acredite: o jornalista sempre percebe quando alguém está sempre “empurrando” o produto nas respostas. Este item nos leva ao próximo:

 

7- É preciso querer contribuir: qual a sua missão?

Quem está na mídia precisa querer contribuir, e para isso é preciso ter uma missão mais importante do que apenas faturar. Você sabe qual a sua missão? Para um nutricionista, pode significar levar mais qualidade de vida e conhecimento às pessoas. A um profissional da área de fitness, pode ser contribuir contra a obesidade, enquanto que um coach deseja transformar a vida das pessoas. Quando se tem claro qual a missão do trabalho, um empreendedor consegue atingir muito mais a mídia.

 

8- Relacionamento com a mídia precisa de continuidade

Investir em assessoria de imprensa apenas para um job específico, um projeto específico, pode não trazer bons resultados. Para que a mídia dê valor à sua marca ou à sua imagem, é muito importante dar continuidade ao trabalho de assessoria de imprensa, já que os maiores resultados chegam após um relacionamento duradouro com os veículos de mídia. Portanto, ficar “só um ano” com assessoria de imprensa e abandoná-lo depois pode ser um grande desperdício.

 

9- Respeite o sigilo que foi combinado

Em diversos momentos, a mídia vai querer exclusividade de informação. O jornalista vai querer combinar que sua revista, jornal, canal de TV ou site será o primeiro a noticiar um determinado lançamento, uma pesquisa que você realizou ou qualquer outra informação. Muitas, vezes, é apenas um artigo exclusivo. O importante é que o sigilo seja respeitado. Não conte a informação para mais ninguém, fale sobre a novidade apenas depois que ela for publicada. O combinado não sai caro.

 

10- Seja autêntico!

Como equilibrar o famoso “seja você mesmo” com a ideia de que é preciso preencher diversos requisitos para estar na mídia? Sabendo que a autenticidade é desenvolvida em um processo de amadurecimento, é preciso compreender que a autenticidade é alcançada quando a pessoa pública não busca ser uma cópia dos próprios ídolos, e coloca suas características próprias na comunicação. O ideal é melhorar as características negativas e jogar para a luz todas as características positivas. E lembre-se: o jornalista percebe se o que você diz não corresponde verdadeiramente a quem você realmente é.

 

11- É necessário ter disponibilidade para atender a imprensa

É claro que todo empreendedor trabalha muito e está sempre desenvolvendo seus projetos. No entanto, é preciso ter algum tempo disponível para atender a mídia. Se você quer resultados, vai precisar atender o telefone em horários específicos para falar com um jornalista, responder a diversas perguntas por e-mail, e até mesmo pegar um avião de última hora para aparecer em um canal de TV, por exemplo. É claro que é possível amenizar isso com respostas já escritas para as perguntas mais frequentes, e combinações prévias com a assessoria de imprensa para que não reservem horários de entrevistas em horários impossíveis. No entanto, é preciso compreender que o dia a dia do jornalista é muito insano e que, se ele não puder te entrevista em um horário específico, ele vai procurar outra fonte. Por isso, se quer ter resultado de mídia, reserve um tempo da sua rotina para responder às perguntas e atender a imprensa!

 

Entrevista_Celular_Atenção

 

12- Sem profundidade de conhecimento e domínio da área, não dá!

Acredite: eu já vi profissional colando resposta encontrada no Google para perguntas dos jornalistas! O conhecimento abrangente da sua área é primordial para conseguir dar entrevistas. Se você não tem profundo conhecimento sobre sua área de atuação, você não está preparado para atender a imprensa. É claro que, em alguns momentos, você vai precisar de um tempo para pesquisar algo específico e responder com mais propriedade, mas se tiver a necessidade de fazer pesquisas a todo momento, então é melhor não arriscar um trabalho com a imprensa. E jamais menospreze a inteligência do jornalista: ele vai pesquisar se aquela resposta pode ser encontrada em algum outro site!

 

13- Compreenda a imprensa e a dinâmica dos veículos

Você sabe como agem os jornalistas? Sabe como funcionam as diferentes funções dentro de um jornal, uma emissora de TV e outros veículos? É muito importante conhecer a dinâmica dos veículos, saber que a roupa que você veste pode fazer toda a diferença no vídeo e que uma boa foto de perfil em alta resolução vai dar bons resultados na mídia impressa, ou entender por que o jornalista falou com você e com outro especialista que pensa diferente, por exemplo. Uma boa equipe de assessoria de imprensa vai saber te ensinar o que é preciso saber sobre o jornalista!

 

Assessoria-de-Imprensa-Scandal