Os 5 erros que podem acabar com a sua imagem na hora de uma entrevista para a imprensa

Evite uma gafe e saiba o que pode e o que não pode ser dito em uma entrevista para um jornalista:

1- Falar demais e juntar uma história na outra sem parar: uma das piores coisas para o jornalista é quando o entrevistado começa a falar sobre milhares de assuntos e não o deixa conduzir a conversa. Lembre-se: uma entrevista é um diálogo, não um monólogo. Esteja atento ao que o jornalista está te perguntando, ouça com atenção e seja objetivo na resposta, se concentrando em conceder a informação que ele está pedindo.
Se ele pergunta “como surgiu a ideia de montar o seu negócio?”, não comece falando da infância, contando todos os pormenores e dificuldades da infância e adolescência que só interessam para você. Fale dos pontos importantes que têm ligação com a pergunta. Um bom empresário, que está preparado para conceder uma entrevista, consegue contar sua história em 30 segundos, 3 minutos e 10 minutos, sem que ela perca seu brilho.

2- Forçar intimidade: o seu contato com o jornalista é profissional. Ele geralmente tem pouquíssimo tempo para fazer a entrevista, escrever e entregar o texto, portanto muitas vezes tende a ser mais objetivo. Respeite o jeito de cada um e não tente forçar proximidade com brincadeiras, piadas, apelidos, nem chamando de “amor”, “querido”, “amigo” se isso não faz parte do seu vocabulário. Você pode ser espontâneo, mas esteja atento para perceber o outroe agir naturalmente, sem forçar a barra.

3- Pedir pra ver o material antes de ser publicado: nunca, jamais, sob hipótese alguma faça isso! Soa como censura e mostra que você não está confiante a respeito do trabalho dele. Se você é uma fonte profissional, treinada, não precisa se preocupar, pois o erro de comunicação é sempre de quem comunica. Caso não esteja seguro da sua entrevista, pergunte se ele compreendeu todas as informações, se quer que envie algo por e-mail e se coloque à disposição para que ele te ligue a qualquer momento da produção da matéria para conferir dados e tirar dúvidas.

4- Olhar para a câmera: essa é uma dúvida que muitos têm. Ao dar uma entrevista para TV, não olhe para a câmera, olhe para o repórter ou apresentador, para quem está te entrevistando. Não se preocupe com a câmera, eles irão se posicionar da melhor forma para captar imagens do seu rosto. Tudo tem que parecer natural. Afinal quando você conversa, você olhar para a pessoa, correto? Isso vai te ajudar a entender melhor o que o entrevistador está perguntado e a se concentrar nas informações importantes que você precisa dar. Se o apresentador quiser que você olhe para a câmera, ele irá te falar.

5- Ficar distraído: nesta era multi-telas, uma das coisas mais fáceis é tentarmos manter um diálogo enquanto conferimos a timeline do Facebook ou as conversas do whatsapp, aí respondemos algo que não tem nada a ver com o assunto, ou deixamos as pessoas no “vácuo”, esperando nosso retorno. Por favor, na hora de conceder uma entrevista, esteja presente. Ouvir e ser atencioso são fatores primordiais para que você mostre respeito com o profissional que está do outro lado e para que você entenda o que ele quer, aumente sua percepção sobre ele e seja um excelente entrevistado, com quem ele irá contar em futuras pautas.

O segredo de uma boa entrevista? É ouvir, gente. Se você está presente e ouve com atenção o que o jornalista está te perguntando, saberá dar boas respostas e contribuir com informações relevantes.

Espero que essas dias tenham te ajudado e boa sorte!

http://bit.ly/vocenamidia