Esta empreendedora conseguiu muito mais resultado fazendo uma simples mudança

Conheça a história de uma simples mudança que transformou – para melhor – a realidade de um programa de desenvolvimento pessoal, O Vida com Método!

Levou dois anos para que os sócios Taty Nascimento e Antônio Prates percebessem o potencial de mercado que eles estavam ignorando, focando em algo viria a ser uma peça do seu negócio. Pode ser que você também esteja passando por isso, então, conheça qual foi a mudança drástica que os responsáveis pelo canal Vida com Método fizeram, e entenda o que você precisa levar em consideração para ver o seu negócio decolar, como aconteceu com eles!

 

O Vida com Método era um canal que vocês usavam para compartilhar os conhecimentos de vocês para as pessoas por meio do projeto “+ENERGIA”. Hoje, podemos notar uma mudança de posicionamento, em que vocês não falam só sobre “bateria”, mas ajudam “controles” a terem mais desempenho, ou seja, falam sobre liderança.
Por que essa mudança de posicionamento aconteceu?

Na verdade, a gente entendeu que o foco na bateria tem que ser parte do processo.  Quando nós criamos o projeto +ENERGIA, a nossa ideia era levar essa comunicação de forma geral mesmo, para todo mundo.

Mas o nosso objetivo sempre foi alcançar os líderes, porque um dos nossos pensamentos mais marcantes dentro do nosso trabalho, é alcançar as mentes pensantes que tomam as decisões da empresa e cuidam de uma equipe, e fazer com que vejam a liderança como uma ferramenta de transformação do ser humano.

Só que no começo a gente entendia que dar mais energia para o líder já era muito! Mas quando nós mudamos o nosso posicionamento, passamos a entender que só isso não era importante [fazer as pessoas produzirem mais, se desenvolverem e terem mais energia]. Foi então que passamos a querer levar a informação de que a LIDERANÇA HUMIZANTE é que faz toda diferença para aumentar os resultados do líder com a equipe.

Então a gente acredita que quando conseguimos alcançar de forma efetiva os lideres com a nossa mensagem, essa mensagem vai ser disseminada com muito mais facilidade, porque esse líder tem uma quantidade de pessoas sob o comando dele, e isso vai se multiplicar. É uma forma que eu e o Antônio encontramos para levar essa mensagem da liderança humanizante para todas as pessoas certas.

 

 

Qual foi a primeira coisa que aconteceu que culminou nessa mudança de posicionamento?

A gente tinha isso já presente na nossa cabeça, mas era uma ideia muito aleatória, não sabíamos por onde começar.

E como eu convivo com a Nathana – já que ela faz um trabalho de desenvolvimento pessoal na nossa escola – a gente sempre trocava ideias que resultavam em “flashes” do que poderíamos fazer.

Logo depois disso, eu fiquei esperando pelo curso Autoridade Máxima porque, como ela comentava, o curso teria ferramentas que ela traria para ajustar e ‘linkar’ todas essas ideias.

Fui assistir o Webinário, e quando a Nathana falou que teriam 4 encontros de mentoria em grupo, eu fiquei louca! Porque cada conversa de 10 minutos com ela é praticamente um curso. E esse bônus me deixou alucinada e logo pensei: “Meu, eu preciso disso!”, porque o nosso discurso no Vida com Método era muito generalista, e eu sabia que eu queria trabalhar com líderes, mas a minha comunicação estava direcionada para todo mundo.

Eu estava usando do argumento da consciência da energia sabendo desde o começo que eu queria falar com líderes, mas eu não sabia QUEM eram essas pessoas.

 

 

Essa ideia de trabalhar com líderes… você diria que é um diferencial de vocês?
É uma aposta que você faz que dá certo?

Eu acredito muito que o nosso trabalho e nossa visão de mundo, se ela é abraçada por pessoas que tomam as decisões, isso pode reverberar para que a gente tenha empresas que cuidem de suas equipes de verdade, das pessoas, e não simplesmente com o foco nos números.

E uma vez que essa importância se torne cada vez maior, a gente consegue mudar a forma com que essas pessoas vão lidar com as suas escolhas e com o mundo.

Imagine só se os nossos líderes hoje tivessem essa noção de se preocupar com as pessoas e não somente em colocar dinheiro no bolso… Com toda certeza nós viveríamos em um mundo melhor, num país mais justo, enfim, eu sinto que falta isso.

Minha missão é fazer com que o máximo de líderes enxerguem por esse prisma e tragam isso para a nossa pequena sociedade que são as nossas empresas.

 

 

Como foi que aconteceu esse processo de mudança de posicionamento?
Quais foram os passos que vocês deram para enxergar o negócio de vocês por um olhar voltado para liderança?

Eu e o Antônio nos inscrevemos no curso Autoridade Máxima, e a primeira aula era sobre posicionamento, e eu fiquei louca!

– Louca bom ou louca ruim?

Louca louca! Primeiro foi tipo: “O que é isso? Eu estou no caminho certo! Mas eu estou falando para ninguém porque eu quero falar para todo mundo!”.

E isso me deu uma angústia num primeiro momento, me deu uma certa aflição.

Lá no curso tem várias perguntas que você precisa responder para achar o seu posicionamento, e eu fui respondendo às perguntas junto com o Antônio, e foram caindo várias fichas, várias fichas boas dessa vez. Isso já tinha ajudado muito, mas ainda faltava alguma coisa a mais…

Foi então que chegou a primeira mentoria que falamos sobre o módulo de posicionamento, a Nathana trouxe um exercício que foi um divisor de águas para o nosso negócio. Disruptivo, eu diria.

O exercício nos fazia perceber qual era o meu nicho maior – desenvolvimento pessoal – e como camadas de uma cebola nós fomos nos aprofundando nos nichos e subnichos até encontrar aquela pessoa ideal que nós queríamos mesmo transformar.

Já não era mais sobre energia apenas.

E foi aí que entendemos que a nossa linguagem era para os líderes, mas não qualquer líder. Então o nosso posicionamento ficou totalmente direcionado para líderes que tenham dentro deles o desejo de promover essa gestão humanizante com foco nas pessoas e não nos números, que tinham empresas criativas resolvendo os problemas e questões com criatividade, sem autoritarismo ou coisas do tipo.

E mesmo que esse líder não saiba como fazer isso (resolver problemas de forma criativa, usando outros meios), ao me procurar, eu o ajudo a desenvolver isso. Em paralelo, a equipe também se submete a esses ensinamentos, conceitos e práticas, mudando a forma como o líder percebe o colaborador, e vice-versa. É uma revolução mesmo, para que as pessoas consigam atingir melhores resultados a partir dessa liderança humanizada.

 

 

Esse posicionamento tem uma perspectiva boa de crescimento?
Aproveita e conta algumas das mudanças mais internas que aconteceram no Vida com Método.

Sim! E é muito louco porque, depois da primeira mentoria que eu fiz com a Nathana, eu cheguei para o Antônio e falei: “Antônio, a gente precisa mudar o nosso site! A nossa comunicação precisa ser diferente”.

Então eu passei um dia inteiro redesenhando o site que tínhamos lançados a pouquíssimo tempo. Mudei tudo! Imagens, linguagem, a forma de apresentar os nossos serviços…

Foi uma mudança de posicionamento muito drástica porque a nossa comunicação só falava sobre energia. Só que agora o tema energia é um dos aspectos que trabalhamos dentro das equipes. Vimos que esse era só mais um elemento e que estávamos focados apenas nele [energia].

E depois do módulo de posicionamento descobrimos que existia um mundo totalmente incrível que era o que a gente queria fazer, era como a gente queria falar. Só estávamos focados antes naquela coisa menorzinha – que também é muito importante!

 

 

E tem dado resultado esse novo posicionamento?

Muito resultado!

Depois de mudar o site, passou uma semana e já surgiu o primeiro líder interessado no nosso trabalho. Mais duas mentorias. Algumas perspectivas de novos contratos…

Só que isso não tinha acontecido nenhuma vez com o posicionamento antigo!

A gente já atendia outras empresas com esse foco de energia mesmo, mas com o novo posicionamento, eu consegui enxergar uma maneira de mostrar o resultado do nosso trabalho. Uma empresa que trabalha com serviços possui uma dificuldade de fazer com que o cliente perceba o valor agregado e o resultado do que está investindo – principalmente se tratando de desenvolvimento pessoal e performance da equipe.

Perceber que a gente poderia ajudar a melhorar a performance de uma empresa, não simplesmente mostrado formas de incrementar níveis de energia, foi fascinante!

E isso tudo nós aprendemos ao aplicar só os dois primeiros módulos do curso: Posicionamento e Resultados. Ainda nem terminamos de fazer o curso, porque estamos fazendo tudo de forma bem aplicada – estudar, entender e aplicar – mas agora que entramos na parte de Canais de Comunicação. Já estamos surtando!

– “Surtando bom” ou “surtando ruim”?

Surtando ótimo!

Mas eu percebo que tudo tem a ver com POSICIONAMENTO. Encontrar o nosso posicionamento no Vida com Método é quase como ter encontrado um propósito de vida. Com a forma como eu posiciono a minha empresa hoje, eu me pergunto: “Como é que ela existia antes disso? ”

E eu falo com todo mundo sobre isso: “você precisa saber qual é o seu posicionamento”, “como assim você não sabe qual é o seu posicionamento? ”

Quando você descobre como se posicionar da maneira correta, você começa a fazer tudo com menos esforço e mais assertivo.

E um resultado muito perceptível que veio após o primeiro módulo, foi a QUALIDADE. Qualidade dos vídeos no YouTube, dos cursos, das palestras, da minha forma de me apresentar para as outras pessoas que passaram a me enxergar de forma diferente.

Isso é muito louco: é como encontrar um propósito de vida mesmo!

 

 

Como as pessoas receberam essa mudança de posicionamento?

Nós temos recebido feedbacks cada vez melhores sobre o nosso trabalho e nosso conteúdo depois da mudança de posicionamento. E acredito que estamos quebrando as barreiras do generalismo porque tem tanta gente hoje falando sobre tantas coisas, e eu não quero falar para qualquer pessoa! Eu quero falar para quem realmente tem interesse de pegar aquela informação e fazer alguma coisa de útil com ela.

Tanto é que antes eu tinha muita dificuldade em gravar vídeos, porque eu sempre ficava falando: “poxa, será que o que eu estou falando vai ser relevante para o outro? ”. E depois de descobrir o posicionamento, eu tenho mais facilidade de gravar porque eu sei para quem eu estou falando. Eu falo com aquela pessoa que eu sei que vou fazer alguma diferença para a vida dela.

E engraçado que quando essa mudança de posicionamento aconteceu e gravei o primeiro vídeo para o nosso canal, eu me vesti do posicionamento, eu me senti tão empoderada que eu sabia com que eu estava falando, e foi um vídeo com muita qualidade.

 

 

Pensando nos resultados que vocês têm hoje:
você acredita que conquistariam com o posicionamento antigo?

Eu não via que isso poderia acontecer! Com o discurso generalista, eu percebia que a gente falava para muitas pessoas, mas sem acertar nas pessoas certas.

Inclusive, a própria mídia tem aceitado muito mais a nossa atual comunicação e saímos em veículos muito importantes depois que nós fizemos essa mudança de posicionamento para a liderança criativa e para a gestão humanizante.

Essa é uma necessidade do mercado. Imagina que com tantas novas profissões que estão surgindo com o marketing digital, tantas pessoas empreendendo, e empreendendo sem base alguma, percebemos que é um cenário propício para empreender – considerando a nossa situação política e econômica do país. É o momento dos criativos encontrarem oportunidades, e é aí que entramos para colaborar para que as pessoas não desistam dos sonhos delas!

 

 

O que você diria agora para encerrar essa entrevista?

Posicionamento é propósito de vida!

 

 

 

Incrível como o posicionamento certo é capaz de mudar completamente a percepção do próprio negócio, não é mesmo?

Inspire-se nesse exemplo e descubra como se posicionar no mercado que, por mais competitivo ou não o seu nicho for, você precisa descobrir exatamente qual é o seu cliente ideal!

Como você pode perceber no exemplo da Taty, não é tão fácil identificar o posicionamento sem ajuda ou orientação, mas o primeiro passo te trouxe até aqui, descobrindo que precisa encontrar seu diferencial para se destacar da multidão. O próximo passo de todos que virão você pode dar ao conhecer o e-book: Guia 7 chaves para conquistar reconhecimento no seu nicho.

 

Obrigado!