O CASAMENTO DO ANO

O amor está no ar!

Nesse dia dos namorados, vamos falar sobre um casal que, ao contrário do que muitas pessoas pensam que possa existir, é o casal mais perfeito do mundo. Eles são os responsáveis pelo casamento do ano, do qual você está sendo convidado nesse exato momento a participar da cerimônia – e acredite, ficar de fora pode custar o sucesso do seu negócio por algo que você até agora não prestou atenção.

Bom, tudo isso não passa de uma metáfora para uma lição muito importante… mas vamos combinar uma coisa: até o final desse texto, se você não tirar nenhum ensinamento dessa metáfora, comente isso logo abaixo.

Mas vamos lá: é hora de conhecer esse casal da vez, casal responsável pelo casamento do ano e que está aqui para te mostrar uma lição poderosa.

 

Ele: O Personal Branding
Casamento do ano: Personal Branding e Networking - PB

Comparado com a sua noiva, ele é bem mais jovem. Faz pouco tempo que o mundo passou a ter pleno conhecimento sobre suas características, necessidade e importância! (Muitos ainda nem o conhecem).

Moderno, esse é um casal aberto à diversidade de idade já que esse fator não é impedimento para ficarem juntos.

Mas voltemos ao Personal Branding.

É um americano que fala por todas as línguas do mundo, pois se adapta a todas as culturas, gostos e influências.

Ele tem uma beleza muito individual, sabe se vestir apropriadamente para cada ocasião, e sua imagem vende quem ele é por dentro: um homem poderoso, uma autoridade que sabe o que fala, alguém que se destaca da multidão e que não se contenta em ser visto como “mais um” dentre os outros.

É tudo isso o que a sua imagem comunica – e muito mais!

O mais legal de tudo é que ele não finge ser o que não é! Ele não é uma “cópia de alguém”, é na verdade apenas a melhor versão de quem ele é por dentro, sendo alguém que sabe se vestir apropriadamente e sabe se vender sem ser o “desajeitado” das ocasiões.

Um dos seus mantras diários é “Sim, eu me importo com o que as pessoas pensam sobre mim ao me verem pela primeira vez”, e também tem outros mantras como:

Minha imagem é a primeira experiência que as pessoas têm sobre o meu produto;
– As pessoas hoje levam menos de 8 segundos para julgar alguém através do primeiro contato visual;
– Nunca terei uma segunda chance para causar uma primeira boa impressão.

E para o casamento do ano, o Personal Branding convidou seus melhores amigos como padrinhos: O Dress Code, que sempre ajuda ele na escolha das roupas para os eventos, palestras e reuniões, deixando ele mais seguro e confiante; e A Mindset, que sempre o mantém focado em como se apresentar bem, gerando valor a sí próprio, às pessoas, e ao seu produto. “A” Mindset também faz com que o Personal Branding tenha pensamentos positivos em toda e qualquer situação, facilitando a caminhada do seu sucesso.

 

Mas o que seria da laranja sem a sua metade, não é mesmo?

É aí que entra a alma gêmea do Personal Branding: a cereja do seu bolo.

 

Ela: A Networking (nome adaptado)

Casamento do ano: Personal Branding e Networking - NW

 

Como já foi dito antes, A Networking é um pouco mais velha que o Personal Branding. Isso porque as pessoas já a conhecem há muito tempo. Mas conhecer, muitas vezes, não significa SABER DE VERDADE.

Com o advento do mundo corporativo, as pessoas deram origem ao termo “Networking”, como ferramenta de conexões entre pessoas por algum fim comercial, empresarial ou corporativo.

E isso já faz um bom tempo… mas já já voltamos nesse ponto!

A Networking encantou os olhos do Personal Branding pelas suas características tão apaixonantes, que fazem qualquer ferramenta de construção de autoridade se apaixonar.

– Ela promove boas conexões que multiplicam em várias vezes o potencial de crescimento em qualquer negócio;
– Ela cria parcerias poderosas;
– Aproxima pessoas e negócios ao mesmo tempo;
– Possui um grande poder em compartilhamento de conhecimentos e informações;

E daí por diante.

Para o casamento do ano, ela convidou também dois dos seus melhores amigos para serem seus padrinhos. São amigos inseparáveis, que cresceram juntos e não se desgrudam.

Seu amigo, “O Comunicação” está sempre presente na vida da Networking. Sem ele, Networking ela não existiria. “O Comunicação” é quem faz com que ela converse com as pessoas, compartilhando seus conhecimentos que fazem dela uma autoridade. Além de gerar confiança ao conversar, essa parceria faz com que quem a escuta olhe para ela e diga:

“Você é muito boa nisso! Seu trabalho é fantástico, preciso te indicar para algumas pessoas! Me passa seu contato”.

E “A Conexão” é a sua amiga-mentora, que basicamente faz a Networking acertar nas tentativas de contato de forma assertiva e gerando bons resultados. Essa parceria faz com que as conexões aconteçam sempre com a atenção voltada à ideia de que:

“Uma conexão com qualquer pessoa é só mais uma conexão com qualquer pessoa. Uma conexão com uma pessoa certa é poder em forma de contato”.

 

A união

Casamento do ano: Personal Branding e Networking - união

O primeiro contato que os dois tiveram foi tão forte que eles nem se lembram onde e quando aconteceu. Apenas se recordam que estavam em um evento, era pausa para um café entre duas palestras e ambos estavam em grupos de pessoas diferentes.

Ele, todo bonito, apresentável e seguro de si.

Ela, toda comunicativa, interessada em falar e ouvir.

Mas havia algo de errado. Faltava alguma coisa para eles.

O Personal Branding, apesar de estar bonito e apresentável, não sabia como interagir com as pessoas daquele grupo em que ele estava. Sentia um medo de não falar coisa com coisa – nesse momento, sua amiga Mindset não estava muito próxima – e quando bateu os olhos no grupo ao lado e viu a Networking toda desenvolta, foi amor à primeira vista.

O que ele não sabe é que para ela não estava tão fácil assim. Ela sabia se comunicar, tinha ótima desenvoltura ao falar, mas a roupa que estava vestindo não somava aos seus discursos. Quando ela começava a falar, as pessoas até prestavam atenção por um momento, mas logo iam se dispersando, fazendo caras de desconfiadas e até sussurrando coisas no ouvido um do outro. Ela chegou a escutar algo como “Se o produto dela for espelho das roupas que ela veste, tenho dó de quem é cliente dela”.

E foi por um instante que ela percebeu aqueles olhos fisgados nela, de um moço bem vestido, jovial. De repente, todas as pessoas presentes naquele momento deixaram de existir e ela só conseguia prestar atenção nele. E ele, nela.

Foram se aproximando, e hoje estão te convidando para o casamento do ano para celebram essa união que começou naquele dia, e que se estendeu até hoje!

Ele – Personal Banding – era a beleza e verdade que faltava nela.

Ela – Networking – era a segurança e desinibição que faltava nele.

Essa união perfeita garantiu uma vida de ótimos resultados para os dois, que hoje são como se fossem um só!


O casamento do ano

Casamento personal branding

Todo mundo gosta de finais felizes. Essa história é feliz, e não tem um final. 

Ela acontece o tempo todo.

Essa metáfora mostra que hoje as pessoas estão cada vez mais criteriosas ao fazer conexões com outras pessoas. Isso é natural acontecer em um momento em que mais pessoas estão resolvendo empreender, muitas vezes sem nenhuma base, e acabam sendo “des-parcerias” por uma questão ou outra.

Se alguém é bom em networking e sua imagem não joga ao seu favor, muitas vezes esse esforço em fazer conexões perde força e valor. Quando um concorrente se veste melhor e sabe vender a própria imagem, suas chances de parceria e sucesso são muito maiores.

Da mesma forma, se uma pessoa que se veste apropriadamente para todas as ocasiões possíveis não sabe se comunicar e identificar conexões de valor para o próprio negócio, ela está fadada a um crescimento lento e solitário. Sem essas conexões, essa pessoa vai ficar correndo atrás de tendências do próprio mercado para conseguir acompanhar todas as informações que nascem o tempo todo e que, com um boa rede de networking, é mais fácil filtrar as informações mais assertivas voltadas aos bons resultados.

Já não dá mais para enxergar as duas coisas como separadas. É necessário desenvolver potencialmente as duas ferramentas – Personal Branding e Networking – para que o RECONHECIMENTO realmente aconteça.

É falado sobre networking há muito tempo! Esse termo sempre foi visto como gerador de conexões entre pessoas, mas essa definição não serve mais. Hoje, Networking é visão estratégica de negócio! É ter por perto pessoas potenciais, que fazem do seu negócio algo diferencial no mercado.

Um Personal Branding bem construído abre as portas para que essa visão estratégica do Networking realmente aconteça com todo potencial possível. 

E as duas ferramentas juntas são só duas das 7 chaves que você precisa desenvolver para sair do meio da multidão de uma vez e ser destacada como uma autoridade! É através destas 7 chaves que as pessoas vão procurar por você!

 

Quer conhecer quais são essas outras chaves? Só clicar no link: GUIA 7 CHAVES PARA SER MAIS RECONHECIDO NO SEU NICHO

Espero que tenha gostado e deixe seu comentário aqui!

E que no dia dos namorados prevaleça toda forma de amor! ❤