Entenda como uma simples mudança levou este Coach a um novo patamar

Wesley Reis conquistou mais foco em seu trabalho com um aprendizado relacionado a posicionamento e resultados. Foi uma simples mudança que não é obvia para ninguém até que aconteça

Ele via possibilidades em todos os lugares. Coach desde 2012, Wesley Reis teve sua primeira formação com um membro da equipe de Tony Robbins. “Desde então, eu busquei sempre me desafiar e ajudar pessoas com objetivos realmente difíceis”, conta. Mas algo precisava ser mudado, que era uma simples mudança: os resultados de seu trabalho de coaching não iam bem. “As pessoas não sabiam o que eu realmente fazia”, conta, relatando que seu trabalho “minguava alguns poucos clientes”.

 

Uma história de mudanças

Como Coach que leva seus clientes a cumprirem metas audaciosas, Wesley precisava, antes disso, resolver suas próprias metas com audácia. Antes de se tornar um profissional de desenvolvimento pessoal, Wesley trabalhou como administrador. “O fato de estar diretamente ligado a gestão de grandes empresas ou organizações contribuiu para minha carreira profissional, mas ainda faltava algo a mais”, conta. A busca por um novo desafio que o motivasse não foi fácil. “Ainda é desafiante, mas me concentrar plenamente naquilo que eu posso fazer bem tem facilitado imensamente o meu compromisso comigo mesmo a longo prazo”.

A entrada para o mercado digital foi outra oportunidade que também aumentou os desafios para Wesley. “Eu via um mundo de possibilidades de negócios”. Mas essa infinidade de opções tirava o foco. Wesley tinha acesso a muitas coisas, muitos clientes, ações das mais diversas. “Quanto mais eu trabalhava, mais eu estava me afundando num mar de péssimos resultados. Isso me deixou muito frustrado pelo simples fato de ver pessoas com pouco conteúdo terem tanto resultado, e eu minguando uns poucos clientes”, conta.

Em busca de viver seu propósito e atuar como Coach, Wesley precisou mudar seu posicionamento e a forma como encarava seus resultados.

 

Uma simples mudança: aprender a dizer “não”

Se tem uma forma de resumir o que Wesley aprendeu, é o fato de ele ter aprendido a dizer NÃO. “Eu não sabia aquilo em que eu realmente era único”. Ao descobrir o que o fazia ser único, Wesley passou a dizer não aos clientes que não são empreendedores com metas audaciosas. “Para ter melhores resultados, eu preciso focar naquilo que faço de melhor”, explica.

Além de aplicar a simples mudança no seu posicionamento e deixar claro às pessoas o que realmente faz, Wesley também mexeu em seus resultados. É preciso olhar para aquilo que é resultado válido e trabalhar para obtê-los. Esse tipo de ação mostra o quanto a chave do Posicionamento pode estar atrelada à dos Resultados: uma colabora com a outra e possui relações de interdependência.

 

Mais foco e mais resultados

Quando se tem definido que se faz e não existe o medo de fazer simples mudanças – ou outras não tão simples – é possível entender muito melhor que resultado se busca. Quem tudo quer, nada tem, conta o ditado popular. E Wesley precisou buscar apenas o que lhe importava: aquilo que fazia sentido dentro do que se propôs para sua carreira.

Parece simples, mas saber para quem dizer “não” pode ser um grande desafio. Mostrar aos outros quem realmente somos é algo que exige um autoconhecimento. Até mesmo quem é Coach de alta capacitação, como Wesley Reis, precisa de um guia. “Hoje eu posso dizer que estou no melhor momento em minha carreira: recomecei certo, com um foco extremo em meu segmento, e com uma fome insaciável por maiores resultados, como nunca em minha vida”, relata. Com a busca pelos resultados que realmente fazem a diferença, Wesley conquistou um segundo tipo de resultado que é igualmente satisfatório: familiares e amigos passaram a perguntar como ele fazia para levar empreendedores a atingirem metas audaciosas. “É muito satisfatório ser reconhecido por aquilo que amo fazer, e poder recomeçar certo a minha carreira. E devo isso tudo à Nathana Lacerda e à equipe da Sigma Six”.

 

Existem muitas pessoas que fazem um trabalho de alta qualidade. Às vezes, tudo o que elas precisam é de um guia, uma metodologia que permita dar o foco certo para fazer a diferença. E o mundo nunca precisou tanto de pessoas que fazem isso: a diferença!