Como recusar 1 milhão de reais?!

Vamos fazer um exercício aqui! Vou te perguntar uma coisa e você responde a primeira ideia que passar pela sua cabeça:

E se a Coca-Cola te oferecesse 1 Milhão de reais para você divulgar a marca dela – através da sua imagem, seu conteúdo, produto ou empresa – você aceitaria MESMO se fosse uma pessoa que não toma Coca-Cola e que é contra o consumo de refrigerantes?

E aí? Você aceitaria o dinheiro e esqueceria os seus valores?

Conflito entre oportunidades e valores acontecem sempre! A vida inteira!

E quem é influenciador tem a visibilidade que as marcas enxergam como “interessante” para fazerem marketing através da sua autoridade, da sua audiência, e influenciar as pessoas a encararem o produto delas como relevantes – porque de certa forma o seria para o fluenciador.

Essas oportunidades de parcerias crescem cada vez que o empreendedor digital aumenta sua autoridade e audiência.

Mas nem sempre essas parcerias são viáveis! Principalmente em tempos em que “viver os valores” é indicador de sucesso, prosperidade, respeito próprio e autoridade.

E podemos dizer que as pessoas acabam ficando “mal vistas” quando, por exemplo, são vegetarianas, mas fazem campanha para a indústria de carne, não tomam refrigerante, mas se associam a marcas desse setor.

É como se os valores ficassem em segundo plano e o dinheiro ganhasse mais importância do que isso.

No jogo da reputação, “ter dinheiro” é muito importante, sim! Mas quando você deixa os seu valores de lado para ganhar dinheiro com alguma ação ou campanha, isso faz com você perca o respeito das pessoas e valor de marca.

O que eu diria para você?

Por dinheiro nenhum do mundo você deve se associar a uma marca ou pessoa que não condiz com seus valores, que não tem nada a ver com o que você acredita e prega nos seus canais!

Outros maus exemplos que acontecem quando você vai contra isso: a sua audiência vai te enxergar como uma “pessoa dupla”, como uma pessoa gananciosa que pelo dinheiro topou deixar os valores de lado, e no final disso tudo, ter a sua imagem derrubada.

No entanto, se o dinheiro é realmente muito importante para você – ele sempre é – e a marca ainda assim gera em você uma contradição de valores, sua atenção deve estar em “como aproveitar a oportunidade sem deixar os valores de lado a partir de alguma ação diferente?”

Por exemplo: ao invés de divulgar os refrigerantes de uma marca que você não consome – você poderia divulgar os outros produtos da marca, como sucos, roupas e materiais escolares.

De repente você pode até divulgar algum projeto social da marca!

Ofereça uma proposta que seja boa para ambas as partes.

Mas o que não pode ser levado em consideração, pois pode gerar uma crise dentro da sua empresa, é se associar a companhias que ferem os direitos humanos, utilizam trabalho escravo, são muito poluentes, ou possuem um COMPORTAMENTO que você de jeito nenhum se espelharia.

Com essa dica de hoje, você consegue manter o respeito da sua audiência, ampliar seu poder de influência e se tornar uma autoridade que respeita os próprios valores.

Compartilhe com seus amigos esse artigo para levar essa mensagem para mais pessoas.

Valores